Professor de nosso instituto representa o Brasil em campanha do Comitê Internacional da Cruz Vermelha

No dia 30 de agosto (data declarada pela ONU como o Dia Internacional dos Desaparecidos) deste ano, o CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha) uniu forças com o Playing for Change Internacional para a criação de um clipe musical em homenagem às milhares de pessoas que desaparecem todo ano na América Latina por diferentes razões (como, por exemplo, conflitos armados, sequestros, desastres naturais, prisões, ou crises migratórias), e seus familiares.

Em grande parte dos desaparecimentos mundiais, as vítimas possuem grandes possibilidades de estarem vivas. Porém, a incerteza de seus paradeiros é extremamente angustiante para seus familiares, que, em sua grande parte, não cessam as procuras pelos entes queridos, mesmo após anos de investigação.

O número de desaparecidos na América Latina cresce a cada ano. A Colômbia, por exemplo, possui, segundo o Instituto Nacional de Medicina Legal, o preocupante dado médio de seis novos casos de desaparecimento por dia, entre janeiro e agosto de 2020. O Brasil, por sua vez, registra atualmente uma média de 80 mil casos de desaparecimento por ano.

Foi pensando na dor dos familiares desses desaparecidos que a CICV e o Playing for Change Internacional re-gravaram a música ”Hasta La Raiz” (composta por Natalie Lafourcade e Leonel García), acompanhada de um clipe muito especial: nele, mais de 15 músicos vindos de 9 países latino-americanos cantam e tocam, diretamente de seus respectivos países, a música em questão, cuja letra fala, de maneira esperançosa, sobre a busca por um ente querido.

Brasil representado…e por um professor nosso! 

Entre os músicos colaboradores do projeto está um rosto familiar para nossos alunos: Renan Aurélio Ferreira Zanatta(mais conhecido no mundo musical como Nanan) marcou presença na gravação da música e do clipe ”Hasta la raiz”. Nanan foi professor de inglês do Instituto Playing for Change por alguns anos, mas mesmo após deixar de dar aulas, continua envolvido com o projeto. Sua história com o Playing for Change já dura muitos anos. Além dele, somente um outro músico brasileiro foi convidado para participar da ação do CICV: o cavaquinista Chico Botosso.

Atualmente, além de seguir ao lado de nosso instituto, Nanan investe em sua carreira solo como músico. Ele recentemente lançou seu segundo álbum de estúdio, ”Movimento Manifesta Sentimento”, já disponível para audição completa nas plataformas digitais.

O CICV

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha existe desde 1863, e trabalha de acordo com os princípios humanitários universais, com o objetivo de levar ajuda humanitária a pessoas afetadas por conflitos e violência armada, e promover leis de proteção às vítimas de guerras. Atualmente, a organização independente, que possui sede em Genebra (na Suíça), possui colaboradores em 80 países ao redor do mundo.

 

Mais informações sobre a campanha do CICV em parceria com o Playing for Change sobre o dia dos desaparecidos: https://www.icrc.org/pt/document/desaparecidos-no-brasil-e-america-latina-musica-para-continuar-buscando

Compartilhe essa história
Categorias
#Tags
Fique por dentro!